Category: oftalmologia

CATARATA: CONCEITO, CAUSAS COMUNS E A IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO.

A catarata é definida pelo Conselho Brasileiro de oftalmologia como uma lesão ocular que causa a opacificação no cristalino que atrapalha a entrada de luz nos olhos, ocasionando a diminuição da visão.

O cristalino é a lente natural dos olhos, situada atrás da íris. É através dessa lente que os raios de luz conseguem alcançar a retina e formar as imagens. Agora, imagine um vidro embaçado, como por exemplo, o vidro do carro em um dia chuvoso, com todas as janelas fechadas. Exceto se você ligar o ar-condicionado, a sua visão através desse vidro ficará prejudicada. Você até conseguirá ver certas manchas, mas será impossível enxergar com nitidez.

fonte: http://visarerio.com.br/cirurgias/cirgurgia-catarata/

Esse é o resultado inicial da catarata. Essa opacidade causada na lente impede que a luz chegue até a retina, causando o efeito prático como se as lentes dos óculos estivessem o tempo todo embaçadas. Contudo, com o tempo essa opacidade pode piorar, fazendo com que o portador de catarata, que antes só enxergava sem nitidez, passe a ver apenas vultos. O último grau pode ser a cegueira.

Os tipos de cataratas são:

  1. a) congênita: São aquelas adquiridas no nascimento, devido a má formação do cristalino.
  2. b) secundárias: o próprio nome diz, são aquelas que surgem de forma secundária, por fatores diversos, como por exemplo, a catarata diabética (CID 10 – H28.0), Catarata induzida por drogas (CID 10 – H26.3), catarata traumática (CID 10 – H26.1), dentre outras.
  3. c) senil: (CID 10 – H25), são aquelas decorrentes do envelhecimento, normalmente em pessoas acima de 65 anos. A catarata senil é considerada um processo normal do cristalino ao envelhecer, assim como o cabelo tende a ficar branco, por exemplo.

Segundo Pesquisa Nacional de Saúde, 28,7% dos idosos entrevistados afirmaram ter catarata. O dado é preocupante, pois significa que muitos pacientes convivem com a doença sem saber.

Fonte: IBGE – Pesquisa Nacional de Saúde

O diagnóstico precoce da catarata é de extrema relevância, pois o seu desenvolvimento pode causar cegueira. Quando mais rápido iniciar o tratamento, maior a probabilidade de sucesso na cirurgia.